Destaques

30/05/2018 - Por que as abelhas fazem barulho?



As abelhas fazem barulho por conta da alta velocidade em que batem as asas, fazendo ruído em contato com o ar. Esse som chega a nossos ouvidos como zumbidos. Mas este não é um fenômeno específico desse tipo de inseto, sendo que bichos como mosquitos, moscas e besouros também emitem barulho por causa das asas.


Elas também conseguem fazer barulho por conta de habilidade especial de algumas espécies. As abelhas mamangavas, por exemplo, são capazes de vibrar os músculos presentes no tórax (barriga) durante o momento em que realizam a coleta de pólen (grãos presentes nas flores).


MUNDO ESPECIAL


Se há animais organizados com as tarefas diárias, as abelhas são famoso exemplar. Na maioria de seus grupos há apenas uma rainha que, sozinha, realiza a postura de ovos, uma vez que ela cuida apenas da reprodução da espécie. Já as operárias são quem colocam a ‘mão na massa’ e realizam todas as funções necessárias para a construção e manutenção da colônia. Entre essas abelhas, a divisão de tarefas varia de acordo com a idade de cada uma. Elas são responsáveis pela limpeza do ninho, construção de estruturas e cuidar das crias, além de produzirem o mel, o saburá (pólen armazenado), a geleia real (alimento para a rainha e para as larvas) e outros materiais usados na manutenção da colmeia, como a cera.


Outra etapa da vida desses insetos voadores é quando exercem atividades externas, caso da guarda e coleta de alimentos nas flores do campo – as abelhas que fazem essa atividade são chamadas de forrageiras. Dessa forma, ao longo de sua jornada, todas irão desempenhar todas as funções dentro da colônia. Detalhe que os machos não trabalham e só existem para fecundar a rainha e permitir que ela, por longos anos, continue gerando abelhas. Eles vivem fora da colmeia ou, dependendo da espécie, saem de dia e voltam à noite.


As abelhas são seres herbívoros, ou seja, se alimentam de pólen (fonte de proteínas, lipídios e vitaminas) e néctar (carboidratos e principal fonte de energia). Atualmente existem mais de 20 mil espécies de abelhas no mundo, com cerca de 2.500 delas no Brasil.


MEL


Durante 12 meses, uma colônia da espécie Apis mellifera pode chegar a produzir 80 quilos ou mais de mel. As condições climáticas do local, plantação explorada e a forma como os criadores cuidam da colmeia influenciam na quantidade de substância desenvolvida.


As operárias das abelhas africanizadas vivem, em média, 38 dias, e podem chegar a até cinco meses de vida em climas muito frios. Os machos são expulsos da colônia por volta de dez dias de vida e vivem cerca de três semanas no ambiente, mas, caso encontrem uma rainha, morrem logo após a relação. Já as rainhas conseguem viver de 2 a 4 anos, o que depende de seu desempenho na postura de ovos.




Fonte: Diário do Grande ABC

Foto: Divulgação