Destaques

31/01/2018 - Pesquisadores reduzem tempo de reprodução de plantas



Experimentos da Nasa para cultivar trigo no espaço foram a inspiração da Universidade de Queensland, na Austrália, para desenvolver os primeiros procedimentos rápidos de reprodução na terra.


O pesquisador sênior da Aliança pela Inovação nos Alimentos e na Agricultura da Universidade de Queesland Lee Hickey afirmou que os experimentos da Nasa envolveram o uso contínuo da luz em trigo que gerou uma reprodução precoce nas plantas.


“Nós pensamos que poderíamos usar a ideia da Nasa para semear plantas rapidamente aqui na terra e acelerar o ganho genético em nossos programas de reprodução de plantas”, disse o Dr. Hickey.


O Dr. Hickey foi parte de uma equipe da Escola de Agricultura da Universidade de Queensland que começou a experimentar as técnicas de produção rápida para cortar a duração dos ciclos por mais de 10 anos.


“Ao usar as técnicas de produção rápida em estufas especialmente modificadas nós podemos cultivar seis gerações de trigo, grão-de-bico e cevada, e quatro gerações de canola em um ano – e não em duas ou três gerações em uma estufa comum ou uma geração no campo”, comentou Hickey.


“Nossos experimentos mostraram que a qualidade e produtividade das plantas que cresceram sob clima controlado e condições estendidas de luz do dia, ou algumas vezes melhores, que esses crescidos em estufas comuns”.


Hickey ainda disse que a informação sobre como usar a técnica foi cada vez mais a par com a demanda de outros pesquisadores e da indústria. “Houve muito interesse globalmente nessa técnica devido ao fato de que o mundo tem que produzir de 60% a 80% mais comida até 2050 para alimentar nove bilhões de pessoas”.


O estudo da Universidade de Queensland foi feito em parceria com a Dow AgroSciences para desenvover a variedade de trigo ‘DS Faraday’ no mercado em 2018. “DS Faaday é um trigo de alta proteína com esguicha pré-colheita. Com os genes introduzidos, sobreviverá melhor ao clima úmido”, comentou.




Fonte: Agrolink

Foto: Divulgação